terça-feira, 17 de maio de 2011

TREINAMENTO SOBRE CERTIFICAÇÃO FSC E ASPECTOS SOCIAIS


Aconteceu em Belém, nos dias 10 e 11 de maio, o primeiro módulo dos cursos oferecidos pelo projeto TAA (The Amazon Alternative). O projeto TAA é uma iniciativa do governo Holandês, FSC Holanda e empresas holandesas, em uma parceria público-privada, que tem como objetivo estimular a certificação florestal FSC na Amazônia Brasileira, Peruana e Boliviana.
No Brasil, o Imaflora e o IFT, são as organizações que estão liderando este projeto. Durante os três anos do projeto estão previstas ações de treinamento técnico e apoio de custos para empreendimentos florestais que desejem obter a certificação.
O primeiro módulo de treinamento técnico realizado em Belém teve como foco os aspectos sociais do sistema de certificação FSC. O curso contou com 10 inscritos, entre eles representantes de empreendimentos certificados e consultores de empreendimentos que pretendem candidatar-se à certificação.
Durante os dois dias de treinamento os participantes puderam conhecer sobre a proposta do projeto TAA, a importância dos aspectos sociais para o FSC e conhecer um pouco melhor os requisitos da certificação em relação aos temas sociais. Foram abordados temas como gestão social, aspectos trabalhistas, cumprimento legal, saúde e segurança do trabalho e relações com comunidades, com foco especial em floresta nativa e realidade amazônica.
A qualidade das discussões realizadas durante o curso ofereceu uma pequena amostra dos desafios enfrentados pelos gestores dos empreendimentos florestais na Amazônia para a adequação de suas atividades aos requisitos do FSC, em especial no que diz respeito ao relacionamento com comunidades. Este pode ser considerado, sem dúvida, o tema que levanta o maior número de questionamentos, em especial por tratar-se de uma de exigência que extrapola o cumprimento legal e que de fato não existe uma “receita” para o relacionamento com as comunidades, cada empreendimento tem o desafio de se conhecer e conhecer o seu entorno e desenvolver as boas práticas previstas no FSC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe