sexta-feira, 15 de julho de 2011

Nota de resposta Jornal Valor Econômico - matéria “FSC aprova certificação para floresta nova”

Nota de resposta à matéria “FSC aprova certificação para floresta nova” publicada no Jornal Valor Econômico, Caderno Agronegócio, B11, em 11 de julho de 2011.

O sistema FSC – Forest Stewardship Council através de seu escritório nacional (FSC Brasil) vem esclarecer ao Jornal Valor Econômico algumas informações a respeito da matéria “FSC aprova certificação para floresta nova”, publicada no Caderno Agronegócios, na data de hoje.

A matéria discorre sobre a aprovação da moção no 18 durante a última Assembleia Geral do FSC, que em seu texto original propunha a criação de um grupo de trabalho interno ao FSC para estudar a possibilidade de certificação de florestas plantadas em áreas convertidas (desmatadas) após 1994. Ocorre que este texto não foi aprovado em seu formato original.

O texto que foi de fato aprovado se refere expressamente a retomada do grupo de trabalho de florestas plantadas, com objetivo de dar continuidade aos estudos técnicos sobre temas relevantes a esta agenda, de forma a potencializar o papel do sistema FSC em propor estratégias que incentivem e fomentem práticas sustentáveis neste setor.

O sistema FSC é um espaço plural e heterogêneo, que envolve distintos setores da sociedade global no debate aberto e na construção de estratégias comuns em nome da conservação e uso racional das florestas de todo o mundo. A sua força reside exatamente na transparência e na isenção de seus processos decisórios e informativos. Assim, cabe esclarecer que o tema de certificação de áreas plantadas convertidas após 1994 está presente dentro do sistema, sem, entretanto, ter sido definido nesta última assembleia. Cabe ao grupo de trabalho e aos mais de quatrocentos membros do FSC no mundo definirem, nos próximos anos, por que rumo adotar frente a este tema polêmico e atual.

Fabíola Zerbini
Secretária Executiva
Conselho Brasileiro de Manejo Florestal - FSC Brasil.

http://www.fsc.org.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe