quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Para revelar a situação socioambiental do nosso país

Luís Fernando Guedes Pinto, Maria Zulmira de Souza, Gustavo Guimarães, Carlos Souza Jr. e Bia Guedes*

Os grandes desastres ambientais e problemas sociais invadem a nossa vida a cada dia nas manchetes dos noticiários, mas parece tudo distante, desconectado do nosso cotidiano, das nossas decisões, hábitos e estilos de vida. A maioria das pessoas parece não se sentir parte nem dos problemas e nem das soluções para mudarmos o mundo e construirmos um planeta mais sustentável e justo.

Não sabem de onde vem os produtos que consomem, nem como são produzidos ou para onde vai o lixo e o esgoto que saem de suas casas. Soma-se a isso o desinteresse e a descrença em acompanhar e influenciar as instâncias que determinam as nossas vidas, seja nos órgãos públicos ou empresas. Quando se fala de política então, o abismo que separa o Congresso Nacional e as pessoas nas ruas se acentua cada vez mais. O fosso entre a solução desses problemas e as pessoas se acentua cada vez mais quando deveria ser o contrário, pois a mudança depende de cada um de nós.

Parte dessa desconexão é a falta de ferramentas que liguem o nosso cotidiano com as questões socioambientais e que literalmente mostrem quais são os problemas, onde eles estão e como podemos contribuir com soluções. Onde ocorrem as queimadas, o desmatamento, as enchentes e deslizamentos no Brasil? Como esses problemas estão afetando as pessoas? Onde estão os projetos de reflorestamento, de proteção de matas, de despoluição de rios, reciclagem de lixo e de produção de energia limpa? Existem vários e extensos bancos de dados com estas informações, mas estes não chegam ao público de forma clara e objetiva.

Os satélites no espaço têm sido poderosos aliados para nos mostrar as mudanças no nosso planeta, sejam naturais ou causadas pelo homem. Mas precisamos dos olhos das pessoas nas ruas e no campo para Revelar como esses problemas estão afetando as suas vidas, o seu grau de insatisfação com esses problemas e suas expectativas de mudanças. Pessoas se transformando em agentes na construção dessas informações, qualificando melhor os processos que causam os problemas socioambientais e apontando soluções, revelando os exemplos positivos para um meio ambiente mais sustentável e uma vida mais justa.

"A primeira versão do Revela será focada na discussão sobre as mudanças do Código Florestal. Cada cidadão e produtor poderá nos mostrar onde está o projeto de plantio ou conservação de florestas e os rios protegidos."

Nesse sentido, criamos e oferecemos para a nossa sociedade a Plataforma Revela, um instrumento de pró-ativismo digital, inspirado na inovadora e premiada iniciativa Ushahidi. A Ushahidi, que significa testemunho em um dialeto queniano, foi criada para democratizar o acesso e a construção da informação, aumentar a transparência e diminuir as barreiras para as pessoas compartilharem as suas histórias. Foi usada inicialmente para denunciar a violência posterior a eleições no Quênia e foi muito importante para situações de tragédias e guerras, como o Terremoto no Haiti e revoltas populares na Líbia e outros países.

A Revela é a adaptação da Ushahidi para o Brasil. Qualquer pessoa com acesso a telefonia ou internet poderá revelar um fato e ajudar a construção coletiva e participativa da realidade socioambiental de nosso país. O mapa colaborativo recebe informações, fotos e imagens enviadas por celular, twitter, e-mail ou outras redes sociais. Os internautas também poderão Revelar histórias diretamente na página http://www.revela.org.br/

Esperamos que a nossa população nos ajude a revelar os nosso problemas e soluções. A primeira versão do Revela será focada na discussão sobre as mudanças do Código Florestal. Cada cidadão e produtor poderá nos mostrar onde está o projeto de plantio ou conservação de florestas e os rios protegidos; assim como Revelar onde estão as queimadas, desmatamentos e áreas ameaçadas que deveriam estar protegidas pelo Código. Estamos desenhando a plataforma para futuramente conhecermos a situação dos resíduos, dos lixões e aterros, das áreas de riscos ambientais, dos mares e uma infinidade de temas de interesse público. Além de engajar os cidadãos, esperamos que esta construção coletiva colabore para influenciar a elaboração de políticas de interesse público, gere informações sobre o nosso país e seja de utilidade pública em situações de emergências sociais e ambientais. Faça parte desta iniciativa, pois a Revela pretende ser mais um instrumento para fortalecer a cidadania e a democracia no Brasil. Revele!

* Luís Fernando Guedes Pinto – Engenheiro Agrônomo e Doutor em Agronomia pela ESALQ-USP. Gerente de Certificação do IMAFLORA – Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola.
Maria Zulmira de Souza - Jornalista, diretora de conteúdo e de programas de TV. Entre eles: Sustentáculos (TV Brasil), Ecoprático e Repórter Eco (TV Cultura).
Gustavo Guimarães - Diretor de filmes de animação para TV, videoclipes, publicidade e programas. Criador de vinhetas de cidadania e humor para a MTV durante 13 anos.
Carlos Souza Jr. – Geólogo e Ph.D. em Geografia pela Universidade da Califórnia, Santa Bárbara (EUA). Pesquisador Sênior do Imazon - Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia.
Bia Guedes - Diretora de cinema e TV. Consultora e criadora de formatos e branded content. Dirigiu séries na Cultura, Glitz e RedeTV!.

 
Revela Introdução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe