quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Quando a indignação vira compromisso de vida e muda a educação na Chapada



Prêmio Empreendedor Social

A educadora Cybele Oliveira, fundadora do Instituto Chapada de Educação de Educação e Pesquisa, na região da Chapada Diamantina, Bahia, foi a grande vencedora da 8ª edição do Prêmio Empreendedor Social, realizado pela Fundação Schwab, representada no Brasil pela Folha de São Paulo.

Localizado em uma região marcada pela extrema pobreza, que ainda guarda traços do passado escravagista, no qual o acesso ao ensino era privilégio de ricos, o Instituto vem fazendo a diferença na inclusão de crianças na escola e na luta por um ensino de qualidade para todos. O Instituto Chapada atua na integração de prefeituras, escolas, educadores e da população para pensar propostas para o ensino municipal e monitorar sua implementação. 

Como declarou ao subir ao palco na noite dessa quarta-feira, quando recebeu o prêmio, “enquanto houver uma criança fora da escola, precisamos manter nossa capacidade de indignação e transformar essa realidade”, citando o educador Paulo Freire. No caso de Cybele e do Instituto Chapada a indignação resultou nos três melhores índices de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb) do estado da Bahia: Boa Vista do Tupim, Piatã e Ibitiara.

A edição desse ano foi recorde em número de inscritos, 335 e o resultado final decidido em uma acirrada disputa, na segunda casa decimal, tamanha a relevância dos trabalhos apresentados. “A diversidade e qualidade dos finalistas mostrou a capacidade de inovação e competência da sociedade civil em propor soluções para os dilemas e desafios socioambientais do Brasil. E ser finalista do Prêmio atesta para o Imaflora que estamos no caminho certo e nos abre grandes oportunidades para causar mudanças ainda maiores para a nossa missão” afirma Luís Fernando Guedes Pinto, Gerente Agrícola do Imaflora e finalista do prêmio (http://www1.folha.uol.com.br/empreendedorsocial/finalistas/2012-luis-fernando.shtml).

Na categoria “Empreendedor Social de Futuro”, promovida pela Folha de São Paulo, o vencedor foi o sociólogo Fernando Botelho, que adaptou softwares livres para deficientes visuais, o F123, que já beneficiou diretamente mais de 700 pessoas, em 22 países. O software está disponível para uso e cópias gratuitas.

Escolhido pela ampla maioria dos internautas, o médico Antônio Sérgio Petrilli, fundador do Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer, foi o grande vitorioso na categoria “Escolha do Leitor”.

Os finalistas e o trabalho desenvolvido por eles e suas instituições podem ser conhecidos aqui (http://www1.folha.uol.com.br/empreendedorsocial/finalistas.shtml).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe