quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Novo Boletim Avalia a Transparência Pública em Piracicaba



Novos indicadores do Observatório Cidadão de Piracicaba mostram melhora no portal da Prefeitura e piora no da Câmara



Conheça os indicadores de transparência pública referentes aos portais da Prefeitura e da Câmara dos Vereadores e do Serviço de Informação ao Cidadão, disponíveis no segundo Boletim, atualizado pelo Observatório Cidadão de Piracicaba.


O Portal da Prefeitura apresentou uma melhora significativa no período de 13 meses, contados a partir de novembro de 2012. Os quesitos avaliados positivamente passaram de 29% para 56% e os avaliados como “Não”, que eram maioria, caíram de 43% para 13%. No quadrimestre de setembro a dezembro deste ano os indicadores se mantiveram estáveis.

Já no que se refere à Câmara dos Vereadores, a retirada de informações sobre os nomes e os salários dos servidores impactou negativamente o resultado dos últimos quatro meses. No entanto, no período compreendido por novembro de 2012 a dezembro de 2013 praticamente não houve alteração dos dados: Os itens avaliados como “Sim” passaram de 33% para 35% e os itens avaliados como “Não” passaram de 39% para 40%.

O Serviço de Informação ao Cidadão Prefeitura registrou melhora, com um percentual maior de informações respondidas à população que passaram de 86% de pedidos respondidos até setembro para 95% de respostas na avaliação de dezembro. Porém, a quantidade de pedidos respondidos fora do prazo legal, é considerada alta, 17%.

“Os Portais da Transparência e o Serviço de Informação ao Cidadão da Prefeitura oferecem relevantes informações para esclarecer a população e  para contribuir para a participação  dela na formulação e monitoramento das políticas públicas do município. Já constatamos aprimoramentos e a nossa expectativa é de que, para o próximo ano, continuem os avanços nesses instrumentos para que a população possa contar com acesso cada vez maior as informações sobre a atuação dos órgãos públicos ” afirma Roberto Palmieri, gerente de projetos e políticas públicas do IMAFLORA, instituição participante do Observatório.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe