segunda-feira, 7 de julho de 2014

Aplicativo gratuito simula a situação do produtor rural diante do Código Florestal



O produtor rural, com empreendimento de qualquer porte, pode conferir sua situação diante do Código Florestal por meio de tablets ou computadores com acesso à internet, a partir do aplicativo desenvolvido pelo Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola – IMAFLORA e o Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais – IPEF.

Introduzindo informações como a localização, área total da fazenda, data de desmatamento e áreas com florestas, é possível ter informações sobre a situação do imóvel: se há excedente ou falta de floresta, seja em áreas de preservação permanente (APP) ou reserva legal. O proprietário é informado de quanto seria necessário restaurar ou compensar para se adequar à legislação. Dependendo da situação do empreendimento, fica informado sobre o quanto de floresta excedente pode ser oferecida para a compensação de outras fazendas com falta de vegetação nativa. 

O aplicativo inclui as particularidades da Lei Florestal para cada bioma, tamanho de imóvel rural e data de desmatamento, considerando as situações em que as APPs podem ser contabilizadas como reserva legal, entre outras funções. Já está disponível gratuitamente nas lojas da Apple e Google, nos seguintes endereços:



E na interface para computadores com acesso internet em:


“É uma ferramenta fácil e prática para o produtor rural entender a aplicação do Código Florestal para o seu imóvel rural e se preparar para o seu registro no CAR (Cadastro Ambiental Rural), que é o primeiro passo para a legalização ambiental de sua propriedade” afirma Luis Fernando Guedes Pinto, Gerente de Certificação do Imaflora.

O aplicativo traz ainda a íntegra do “Guia para a aplicação da nova lei florestal em propriedades rurais”, elaborado pelas duas instituições. O Guia explica os conceitos da Lei embutidos no aplicativo e que permitem ao produtor entender o passo a passo para o cumprimento do Código Florestal. Em cerca de seis meses, teve mais de 300 mil acessos, comprovando a necessidade de “tradução” da complexidade do Código para o dia a dia do produtor rural.

O Guia pode ser baixado aqui.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe