quinta-feira, 27 de outubro de 2016

A certificação socioambiental chega à caatinga

Pela primeira vez, um empreendimento brasileiro que cultiva melão e melancia conquista a certificação socioambiental Rainforest Alliance CertifiedTM. A partir dessa colheita, a Itaueira, com áreas plantadas em municípios de três estados do Nordeste, pode comercializar seus produtos com o selo que atesta o uso de boas práticas no campo.

Ao todo são 3.800 hectares, no Piauí, Rio Grande do Norte e Ceará, no bioma caatinga, o único tipicamente brasileiro, portanto, com uma biodiversidade singular e, como outros, também muito ameaçado. “Para alcançar a certificação, o empreendimento precisa mostrar aos auditores o que está fazendo para proteger suas fontes de água, a saúde do solo, os ecossistemas que abriga, a preocupação com os temas sociais, entre outras obrigações. Faz parte do processo da certificação dar sempre um passo a mais e é função do organismo certificador, estimular e cobrar avanços. Por isso, a chegada da certificação à caatinga tem um valor por si”, explica Edson Teramoto, engenheiro agrônomo do IMAFLORA, que participou das auditorias na empresa.

Ao fim do ciclo, do plantio à colheita, nas três áreas, a atividade do empreendimento ocupou 1.600 trabalhadores, em sua maioria, safristas, um número significativo para o entorno, que oferece poucas oportunidades de renda para a população. “Os compromissos com boas práticas socioambientais vão proporcionado melhoras pontuais, e quando ganham escala levam a resultados muito significativos para todas as partes”, lembra Edson.

Para a Itaueira, a certificação veio confirmar para a direção da empresa que os procedimentos que vem sendo adotados são os mais adequados para preservação do meio ambiente e respeito aos direitos dos funcionários. Além disso, as boas práticas de gestão estão indo além do que exige a Lei, tanto com relação à conservação da fauna, flora, solo, água e ar, coleta seletiva e reciclagem; como com relação ao bem estar de todas as pessoas envolvidas, não somente os funcionários, mas também suas famílias, a população que vive ao redor das fazendas, seus clientes, fornecedores e consumidores finais.” Segundo a Gerente de Marketing da Itaueira, Adriana Prado, a certificação irá ajudar a empresa a atingir mercados que já tem uma preocupação sócio ambiental e consumidores conscientes, que já conhecem e respeitam o selo Rainforest Alliance CertifiedTM. Segundo a Sra. Prado, a utilização do selo RAC em todas as embalagens do melão e da melancia REI, tanto na caixa como na fita que vai presa à redinha (característica embalagem da marca REI), irá ajudar a divulgar o símbolo da certificação e o que ela representa, tanto no exterior quanto no mercado brasileiro, onde ainda é pouco conhecido”.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe