quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Imaflora, 4C e IAC realizam o 2º Simpósio de Certificação de Cafés Sustentáveis em Poços de Caldas (MG)

Evento debaterá nos dia 17, 18 e 19 a viabilidade econômica das boas práticas na cafeicultura.

A primeira edição do evento que aconteceu em 2008 reuniu cerca de 300 participantes no Espaço Cultural da Urca, em Poços de Caldas (MG). Durante 3 dias tiveram a oportunidade de participar de debates, confraternização e construção coletiva de conhecimento.

Na sua segunda edição que acontece entre 17 e 19 de novembro de 2010, o evento pretende retomar a discussão sobre o tema, com foco nas boas práticas agrícolas e seus impactos sobre a viabilidade econômica da cafeicultura.

A viabilidade econômica muitas vezes é questionada por parecer onerosa ao sistema produtivo. O que se nota é que os benefícios de boas práticas ambientais e sociais ainda não são percebidos de forma direta.
Esse será o ponto de partida do Simpósio que busca apresentar por meio de debates e painéis entre acadêmicos, cafeicultores e técnicos, exemplos práticos de sucesso de aplicação de boas práticas agrícolas e de gestão que vem gerando retorno financeiro, resultado do aumento na rentabilidade ou na redução do desperdício.

Trata-se de um evento que não pretende privilegiar um programa específico de certificação, mas foca o debate sobre problemas prioritários e comuns aos distintos modelos, que estão sendo prospectados junto aos interessados. O diferencial está na concepção do Simpósio que buscou articulação conjunta entre os programas de certificação e também ouvir o que os possíveis participantes do evento  gostariam de debater.

O 2º Simpósio de Certificação de Cafés Sustentáveis pretende estimular a integração dos diversos segmentos do agronegócio do café para identificação e sistematização de informações, conhecimentos e experiências da cafeicultura, socialmente justa, ecologicamente correta e economicamente viável. Pretende-se promover ampla discussão entre o setor produtivo e a comunidade científica sobre boas práticas agrícolas e sua viabilidade econômica. Promover também a integração entre os vários segmentos do sistema agroindustrial do café, construindo de forma participativa conhecimentos que possam subsidiar produtores, cooperativas e o Governo em tomadas de decisão sobre o tema  sustentabilidade, do grão à xícara.

PUBLICO ALVO:

Produtores, técnicos, consultores, pesquisadores, extensionistas, estudantes universitários, lideranças de associações e cooperativas, empresários e produtores agrícolas interessados no desenvolvimento do agronegócio café.

Além do simpósio o evento apresentará um momento cultural intitulado “Nosso Café é Cultura”, que contará com exposição de artesanatos, cafés especiais da região, comidas típicas.

Na ocasião a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) também estará lançando o calendário das fases do 11º Concurso de Qualidade Cafés do Brasil. O objetivo é melhorar a imagem dos cafés brasileiros em todo o mundo; agregar valor ao produto café brasileiro; demonstrar que o Brasil está inserido na produção de cafés de alta qualidade; divulgar os cafés de alta qualidade por meio do concurso de qualidade; identificar novas regiões de produção de cafés de qualidade; promover visitas de compradores de cafés especiais, jornalistas e formadores de opinião as propriedades brasileiras; selecionar cafés especiais brasileiros para comercialização através de leilão internacional utilizando a Internet.

Para obter mais informações sobre o evento, acesse: http://www.cafeculturaminas.com.br/.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe