quinta-feira, 31 de março de 2011

Fazenda produz café com qualidade e sustentabilidade na caatinga

Por Fabiane B. Ferraz* e Matheus T. P. do Couto**

Mandacaru em flor

Em meio a Chapada de Minas, na região da Caatinga entre licuris, jatobás e angicos, a Fazenda Santa Rosa Coffees faz uso de alta tecnologia para se tornar um modelo em produção, conservação e respeito aos trabalhadores para a região. O empreendimento, localizado no município de Taiobeiras teve suas atividades iniciadas em 2002. Mantém 50% da área total ocupada por ecossistemas nativos, lembrando que o Bioma Caatinga só existe no Brasil.  O clima, com precipitação anual de 800 a 1100 mm, não foi um entrave à produção agrícola. Ao contrário, a fazenda viu na região, o sol e o relevo como fatores que  favorecem a produção de cafés de qualidade. Pois a baixa pluviosidade foi superada com a implantação de 2 pivôs centrais, e  sistema de gotejamento.

Certificada pela Rede de Agricultura Sustentável em 2009, a fazenda agregou mudanças positivas em relação aos aspectos sociais, numa região onde as relações informais de trabalho ainda são muito presentes. A melhoria na organização do trabalho e nos aspectos de saúde e segurança dos trabalhadores é algo por eles próprios ressaltada.

A Fazenda Santa Rosa vem dando exemplo, de como desconstruir o conceito do semi árido refém de suas adversidades naturais, produzindo em plena Caatinga café de qualidade aliada à práticas de sustentabilidade.


* Fabiane B. Ferraz é engenheira agrônoma, especialista em gerenciamento ambiental e auditora externa do Imaflora.

** Matheus T. P do Couto é engenheiro florestal e auditor do Imaflora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe