sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Observatório do Clima lança estimativas anuais de emissões do Brasil entre 1990 e 2012

País reduziu emissões provocadas pelo desmatamento na Amazônia, mas aumentos nos setores de energia e processos industriais preocupam.

O Sistema de Estimativa de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG) lançado nesta quinta-feira, em São Paulo, durante o seminário Emissões de Efeito Estufa no Brasil 2012, discute a trajetória e as perspectivas das emissões brasileiras de gases que provocam o efeito estufa (GEE).

O SEEG foi desenvolvido seguindo padrões estabelecidos pelo Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) e estará disponível para consultas em http://seeg.observatoriodoclima.eco.br.

A iniciativa de desenvolver um sistema independente de estimativas é pioneira no mundo e passa a divulgar as emissões totais do Brasil anualmente. Pelas estimativas é possível constatar a redução de emissões causadas pelo desmatamento e indicações de que outros setores estão ampliando suas emissões em níveis superiores à média global.

O SEEG é uma ação do Observatório do Clima, uma rede de entidades da sociedade civil que tem como objetivo discutir a as mudanças climáticas no contexto Brasileiro e influenciar politicas nacionais e internacionais. Entre seus membros, o Imaflora foi o responsável por liderar o cálculo das estimativas da atividade agropecuária.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe