quinta-feira, 16 de julho de 2015

Certificação para melhoria contínua e sustentabilidade



Os grandes destaques do ano são a maior presença de produtos certificados com o selo Rainforest Alliance Certified TM no Brasil e o aumento do número de médios e pequenos produtores certificados. Todavia, o crescimento da certificação varia entre setores; dependendo de oportunidades de mercado, liderança de algumas empresas e tempo de implementação da certificação em determinadas cadeias produtivas. Isto está atrelado a uma tendência mundial para a sustentabilidade de commodities, que se deve a dois motivos principais.

Primeiro, os grandes compromissos internacionais das empresas de alimentos por suprimento de maté- rias-primas “sustentáveis” já não se traduzem mais somente em compra de produtos certificados. Várias empresas estão buscando outros mecanismos para cumprir com estes compromissos. Assim, muitas empresas têm criado sistemas próprios de garantias de origem ou aderido a protocolos mais simples e menos rigorosos, mesmo que com questionáveis níveis de transparência e real entrega de “sustentabilidade”.

 Além disso, há uma forte competição entres sistemas de certificação aplicáveis para a agricultura mundial. Somente para o café, há mais de cinco tipos de certificação ou verificação. Com esta dinâmica, os sistemas mais robustos e rigorosos têm passado por fases de crescimento mais lento do que nos primeiros anos de sua criação, uma vez que nem sempre o “mercado” tem diferenciado as iniciativas entre si. Com todas estas questões, o sistema da Rede de Agricultura Sustentável (RAS) (Rainforest Alliance CertifiedTM) segue posicionado como de alta credibilidade, devendo ter aderência principalmente das empresas e produtores realmente interessados em uma gestão socioambiental, melhoria contínua vigorosa e um alto patamar de sustentabilidade.

Para conferir essa e outras matérias do nosso relatório anual 2014, acesse: http://www.imaflora.org/downloads/biblioteca/559d27c30b2a3_relatrio_2015_aprovado.pdf



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe