segunda-feira, 28 de março de 2016

Laura Prada é a nova secretária executiva do IMAFLORA


Em abril haverá uma importante transição na liderança do IMAFLORA. A engenheira agrônoma Laura Prada assume a secretaria executiva, que vinha sendo ocupada por Maurício Voivodic desde 2011. Ela já era conhecida de boa parte da equipe do IMAFLORA, porque fez parte dela entre 1997 e 2006, quando colaborou com o início das atividades da certificação agrícola na Organização, tendo liderado a primeira auditoria no campo, em 2003.  Nos últimos cinco anos fez parte do Conselho Diretor do IMAFLORA e, nessa condição acompanhou e debateu as decisões estratégicas da ONG frente à agenda ambiental nesse período.
 
Laura Prada aceita o desafio da nova função, reconhecendo o cenário de turbulência macroeconômica mundial e especialmente a delicadeza do momento pelo qual passa  o Brasil. "O risco é que, diante de tantos problemas,  as questões ambientais fiquem em segundo plano, não ganhem espaço e não apareçam como prioritárias, quando são  igualmente importantes. Esse me parece o maior desafio, manter os temas na pauta”, ressalta.

Entre esses temas, cita os que considera que devem merecer um compromisso maior da lnstituição, pelo que representam para o Planeta e por estarem encaminhadas de forma muito consistente no planejamento do IMAFLORA: as questões climáticas, e nesse contexto os desafios colocados pela COP21,  e o desmatamento zero. Acrescenta ainda a importância de reforçar a responsabilidade nas questões sociais e ambientais nas cadeias das grandes commodities agrícolas, como a pecuária, por exemplo.

Maurício Voivodic acredita que essa transição acontece em um momento de maturidade institucional, resultado de um processo de reflexão muito rico, e que sugere a necessidade de novas ideias e renovação. Laura afirma que vai trabalhar para dar continuidade a uma gestão muito bem sucedida e lembra o ditado que diz “ em time em que está ganhando, não se mexe”. 

Com isso, o Imaflora dá sequencia a sua cultura institucional de rotação de lideranças. Em seus 20 anos de história, Laura Prada será a quinta pessoa a ocupar esta posição, todas elas formadas pela própria organização. O Imaflora acredita que esta dinâmica de rotação periódica de lideranças contribui significativamente para o amadurecimento da organização e de sua equipe, e possibilita um processo contínuo de inovação e aprendizagens.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe