segunda-feira, 20 de junho de 2016

Mato Grosso do Sul tem primeira fazenda de engorda com certificação socioambiental do estado

A Fazenda Nova Monte Alto, de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, pertencente à Agropecuária ZB, se alinha à tendência crescente do mercado e conquista a certificação socioambiental, identificada pelo selo Rainforest Alliance. É a primeira fazenda de engorda de gado no estado a cumprir os requisitos de sustentabilidade, assegurando a origem confiável do produto que entrega ao mercado.

Bastante utilizada na agricultura, especialmente nos cultivos do café e citrus, a certificação socioambiental, que atesta que o empreendimento usou práticas respeitosas com o meio ambiente e com o trabalhador em sua produção, tem crescido entre os pecuaristas.  A primeira certificação no Brasil aconteceu em 2012, mas as seguintes levaram mais de três anos para acontecer e, atualmente, o país contabiliza cinco estabelecimentos com o selo.

“São vários os fatores que contribuem com isso”, diz Tharic Galuchi, engenheiro agrônomo e coordenador de certificação agrícola do Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola, o IMAFLORA. “A preocupação com a sustentabilidade é uma tendência mundial, uma exigência de diversos compradores, que não querem correr o risco, associando seu produto a fatores negativos, como desmatamento, trabalho escravo ou infantil. Pelo contrário, existe uma preocupação em contribuir com mensagens construtivas e com a própria imagem”, ele conclui.

A fazenda Nova Monte Alto foi auditada pelo IMAFLORA, ONG brasileira, localizada em Piracicaba, interior de São Paulo, certificadora da  Rainforest Alliance, no Brasil. Em campo, a equipe de auditoria percorre o empreendimento verificando  cento e quarenta critérios sociais, ambientais e de bem-estar animal.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe