quinta-feira, 30 de junho de 2011

6ª Assembléia Geral FSC - Notícias - 29/06

Madeira Controlada é controlável?

O padrão de Madeira Controlada é mais uma vez o tópico n º1 da Assembleia Geral. Existe um consenso geral de que o sistema está longe de ser perfeito. Será possível corrigir o sistema? Ou é melhor repensar todo o conceito?

A discussão sobre o futuro da Madeira Controlada (CW) na Assembléia Geral do FSC 2011 gira em torno de duas vias principais: correções e grandes mudanças no curto e no longo prazo.


Aprimorando o sistema...

Durante reuniões e eventos, partes interessadas apresentaram várias sugestões e idéias sobre como o sistema existente pode ser aprimorado para garantir melhor aplicação dos requisitos.


O problema mais óbvio está relacionado com as avaliações de risco feitas por empresas certificadas, incluindo uma grande variabilidade em avaliações da mesma área, bem como designações muito freqüentes de baixo risco.


De acordo com uma revisão do sistema de Madeira Controlada realizado pelo FSC Internacional, organismos de certificação não estão interpretando os conteúdos ou as avaliações de risco corretamente. A solução sugerida para isso é acelerar o processo de desenvolvimento de avaliações de risco nacionais.


Auditorias de verificação de campo em áreas de risco não identificado são necessárias e podem ser realizadas pelas próprias empresas. A Norma exige que pessoas qualificadas façam a auditoria, mas indústrias transformadoras muitas vezes não têm capacidade suficiente para isso.


A solução mais "radical" sugerida por membros do FSC é exigir a certificação do manejo florestal de madeira controlada para qualquer fornecimento proveniente de regiões com "risco não identificado". Uma opção menos rigorosa é exigir que as auditorias de campo sejam feitas pelos organismos de certificação acreditados.


Outra dificuldade é a exigência de rastrear materiais desde a floresta. Aqueles que estão usando o padrão na prática – as certificadoras e as empresas certificadas – acham isso impossível para as empresas do final da cadeia. Este tópico é muito controverso, uma vez que muitas empresas estão usando métodos "alternativos" de rastrear a origem, a aplicação rigorosa dos requisitos irá causar muitos problemas às empresas.


Embora não haja uma solução para este problema, uma forma possível de restaurar a credibilidade do sistema de madeira controlada seria restringir a opção de verificação de campo à empresas próximas a floresta. A idéia foi sugerida, mas não ganhou o apoio em grandes dimensões. No entanto, continua sendo um problema, que continuará a minar a credibilidade e a solidez do sistema se não for tratado de uma forma aberta e honesta.


.... Ou repensar o conceito de Madeira Controlada?

Abordar as questões acima claramente ajudaria a restaurar a confiança no sistema de madeira controla. Mas as perguntas fundamentais permanecem: a madeira controlada realmente ajuda a aumentar a área florestal certificada? Será que o sistema impulsiona as empresas para buscarem cada vez mais fontes FSC Puro? Em outras palavras, existe um lugar permanente no sistema FSC para a madeira controlada, ou deveria ser visto como um instrumento temporário, para ser extinto, a longo prazo?


Alguns movimentos sugerem um período limitado para as empresas usarem a madeira controlada. Isto pode parecer um bom compromisso, mas com dezenas de milhares de portadores de certificados, cada um com um prazo diferente para a eliminação gradual de madeira controlada, tais propostas provavelmente criam muita complexidade quando se trata de repassar alegações para toda a cadeia de suprimentos.


A completa eliminação de madeira controlada já foi mencionada, mas isso não tem sido seriamente discutido nesta Assembléia Geral. Sem alternativa em vigor, isso efetivamente significa abolir grupos de produtos FSC Misto e retornar aos produtos FSC Puro. Isto é visto como impossível para a maioria dos membros da câmara econômica.


As perguntas mais difíceis em torno da madeira controlada permanecem em grande parte inexploradas. O tempo dirá, se esta Assembléia Geral será bem sucedida no combate a algumas destas questões de uma maneira aceitável para a comunidade global FSC.

Fonte: NEPCon

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe